A Fábrica GROB em Mindelheim: Uma História de 50 anos de Sucesso : GROB-WERKE GmbH & Co. KG
Após a aquisição de um galpão de fábrica de 1.500² da empresa Stetter em Mindelheim no ano de 1967, foi possível, depois de uma breve e intensiva fase de reforma e investimento, iniciar a produção da terceira fábrica GROB em Mindelheim em 1968, como fornecedora da sede em Munique. Naquela época, ninguém teria previsto a trajetória exemplar e bem-sucedida que a fundação desta fábrica teria, não apenas para a empresa, mas para toda a região.

Munique, final da década de 60. A indústria alemã de engenharia mecânica expandiu-se, devido à alta demanda por máquinas-ferramentas especiais, sendo que a grande valorização dos produtos GROB fez com que a fábrica em Munique logo se tornasse pequena demais. Como não havia espaço disponível em Munique para a ampliação necessária, em 1967 Burkhart Grob adquiriu um galpão de fábrica de 1.500 m² em Mindelheim, que pertencia à empresa Stetter. Apesar de todas as objeções que uma mudança para o distante distrito de Unterallgäu despertava, Burkhart Grob não se deixou dissuadir de sua ideia, já que reconheceu no local as melhores condições para a expansão de sua fábrica. O início da produção, e em parte também da construção, ocorreu no ano de 1968, quando se contava com cerca de 100 colaboradores e trinta aprendizes. 

Logo após a aquisição da área industrial em Mindelheim, seguiram-se outras medidas de investimento, até que finalmente foi criada a matriz da GROB a partir da planta de fornecimento para a sede em Munique. Na década de 1990, a área útil total aumentou para quase 80.000 m², e Burkhart Grob recebeu de seus colaboradores o título honorário GROBAZ - o maior construtor de todos os tempos. E hoje, cinquenta anos após sua fundação, a área útil total é de 150.000 m², o que significa um aumento de 100 vezes. Uma tendência semelhante ocorreu com o número de colaboradores da unidade em Mindelheim. O número de 100 colaboradores, por ocasião da fundação da fábrica, subiu para mais de 1.900 na virada do século. Atualmente, mais de 4.500 colaboradores trabalham em Mindelheim. 
Contudo, a fábrica também teve seus contratempos, como o choque da crise do petróleo na década de 1970, com a consequente menor disponibilidade para investir por parte da indústria alemã. Depois vieram os difíceis anos do início deste século, quando os centros de usinagem, que tiveram tanto êxito por tantos anos, deixaram de ser competitivos e a empresa conseguiu superar essa fase com os módulos G recém-desenvolvidos. 

E hoje, na quinta década de sua história, a matriz da GROB em Mindelheim pode observar a evolução de um desenvolvimento que não era esperado nesta escala a partir da fundação da fábrica, e que, especialmente nos últimos anos, ganhou um enorme impulso.